Super dica inédita! Alimentação de bebê nos EUA

Pessoal,

Eu não tenho atualizado o blog como deveria. Mas isso não me impede de trazer dicas quentes para cá, certo?

Bom, viajamos com o Miguel novamente para Miami. O destino decorreu de um conjuntura favorável: passagens aéreas com preço bom, férias e um feriadão que encareceu muito as viagens para outros destinos. Só não previmos o dólar dar uma aumentada tão forte, mas beleza, faz parte do risco da viagem ao exterior.

Primeira pergunta que me fazer: Compensou? Olha, depende do que você quer. Atualmente viajar pra compras não tem a vantagem que tinha antes, pois em muitos itens os preços são razoavelmente próximos ao do Brasil, daí se embutir o preço da viagem em si verá que pagou mais caro.

Só que, no nosso caso, resolvemos viajar ao invés de fazer uma festa de 1 ano pro Miguel pois imaginamos (e acertamos) que ele iria se divertir mais. E tenha certeza, criança diverte-se com qualquer novidade, desde que respeitado os limites dela, como horários e refeições.

Mas voltando ao tema da postagem: A maior tensão do período anterior a viagem era com a alimentação do Miguel. Analisamos até algumas alternativas: Levar papinha pronta industrializada, comprar na Empório da Papinha e, utilizando-se de gelo seco, dar um jeito dela chegar lá e ser armazenada no hotel, dar papinhas de lá, cozinhar.

Continuar lendo

Anúncios