Super dica inédita! Alimentação de bebê nos EUA

Pessoal,

Eu não tenho atualizado o blog como deveria. Mas isso não me impede de trazer dicas quentes para cá, certo?

Bom, viajamos com o Miguel novamente para Miami. O destino decorreu de um conjuntura favorável: passagens aéreas com preço bom, férias e um feriadão que encareceu muito as viagens para outros destinos. Só não previmos o dólar dar uma aumentada tão forte, mas beleza, faz parte do risco da viagem ao exterior.

Primeira pergunta que me fazer: Compensou? Olha, depende do que você quer. Atualmente viajar pra compras não tem a vantagem que tinha antes, pois em muitos itens os preços são razoavelmente próximos ao do Brasil, daí se embutir o preço da viagem em si verá que pagou mais caro.

Só que, no nosso caso, resolvemos viajar ao invés de fazer uma festa de 1 ano pro Miguel pois imaginamos (e acertamos) que ele iria se divertir mais. E tenha certeza, criança diverte-se com qualquer novidade, desde que respeitado os limites dela, como horários e refeições.

Mas voltando ao tema da postagem: A maior tensão do período anterior a viagem era com a alimentação do Miguel. Analisamos até algumas alternativas: Levar papinha pronta industrializada, comprar na Empório da Papinha e, utilizando-se de gelo seco, dar um jeito dela chegar lá e ser armazenada no hotel, dar papinhas de lá, cozinhar.

Continuar lendo

Anúncios

Miami: Uma infinidade de itens para escolher (ou cuidado para não se perder nas tranqueiras)

Bem, como disse anteriormente, vou postar aqui os pontos que chamaram minha atenção para quem quer comprar coisas lá em Miami. Então vamos lá:

1) Uma infinidade de produtos para você escolher, já que as lojas são bem grandes e trazem muitas opções.

Ter muitas opções para seu bebê pode ser algo ótimo se você já sabe o que quer. Porém, caso chegue lá desorientado você tende a comprar coisas desnecessárias bem como, em razão disso, talvez deixe de comprar coisas necessárias ao bebê (parto do princípio que qualquer orçamento é finito, né?)

Continuar lendo