Viajando com o bebê: Percepções da viagem com o Miguel completando 4 meses!

Quem é vivo sempre aparece, não é mesmo? rs  Segue a postagem de uma viagem que fizemos a um ano atrás e esqueci como rascunho! :O Que blogueiro relapso né?

Pessoal,

Eu, minha esposa e o Miguel, aproveitando uns dias de férias, promoções e milhas, aproveitamos para viajar. O roteiro? Natal e São Miguel do Gostoso (RN) e, em sequencia, visitar a família no Rio de Janeiro.

Para viajar com bebê, é fundamental ter em mente uma questão: A viagem tem que ser pensada em razão dele! O ritmo é outro!!! Vai deixar de visitar vários lugares? Sim! Vai ter que dormir relativamente cedo? É bem provável! E ainda assim dá para se divertir? Demais!!! O Miguel adorou!!! E nós também!

E tem o aprendizado, não é? Vou tentar consolidar umas dicas por aqui:

Montando a viagem:

Quanto a montar viagens, eu sempre optei por montar as escolhas tanto de aéreo, hospedagem e aluguel de carro. Assim, economiza-se mais e dá para selecionarmos as coisas exatamente como cabe nas necessidades e no bolso. Com bebê achei fundamental, pois temos que customizar a viagem as necessidades dele. Daí usei os parâmetros para hospedagem: Quartos limpíssimos (excluí qualquer hospedagem com relatos de sujeira), camas largas (afinal, dormiríamos os 3 na cama, caso não conseguíssemos berço), e lugares onde bebês são realmente bem-vindos (vai que dá uma choradeira no meio da madrugada?)

Continuar lendo

Anúncios

Super dica inédita! Alimentação de bebê nos EUA

Pessoal,

Eu não tenho atualizado o blog como deveria. Mas isso não me impede de trazer dicas quentes para cá, certo?

Bom, viajamos com o Miguel novamente para Miami. O destino decorreu de um conjuntura favorável: passagens aéreas com preço bom, férias e um feriadão que encareceu muito as viagens para outros destinos. Só não previmos o dólar dar uma aumentada tão forte, mas beleza, faz parte do risco da viagem ao exterior.

Primeira pergunta que me fazer: Compensou? Olha, depende do que você quer. Atualmente viajar pra compras não tem a vantagem que tinha antes, pois em muitos itens os preços são razoavelmente próximos ao do Brasil, daí se embutir o preço da viagem em si verá que pagou mais caro.

Só que, no nosso caso, resolvemos viajar ao invés de fazer uma festa de 1 ano pro Miguel pois imaginamos (e acertamos) que ele iria se divertir mais. E tenha certeza, criança diverte-se com qualquer novidade, desde que respeitado os limites dela, como horários e refeições.

Mas voltando ao tema da postagem: A maior tensão do período anterior a viagem era com a alimentação do Miguel. Analisamos até algumas alternativas: Levar papinha pronta industrializada, comprar na Empório da Papinha e, utilizando-se de gelo seco, dar um jeito dela chegar lá e ser armazenada no hotel, dar papinhas de lá, cozinhar.

Continuar lendo

Voltamos de viagem!

E darei umas dicas para quem viaja com grávidas, principalmente as que vão comprar o enxoval lá fora.

Primeira dica: Tenha um seguro viagem para a grávida.

– Atenção: Não serve o do cartão de crédito, aquele que recebe gratuitamente quando você paga as passagens aéreas internacionais com cartões de algumas categorias (o Visa Platinum, por exemplo). Isto porque ele tem cláusula excludente de complicações decorrentes da gravidez, conforme abaixo:

“Limitações ou exclusões

Qualquer complicação devida à gestação, parto ou aborto espontâneo ou provocado, inclusive as que ocorram durante o primeiro trimestre da gestação”.

No caso da nossa viagem, fiz cotações com corretoras de seguro em que se destacavam as operadoras de seguro Travel Ace e Assist Card. Alguns bancos também oferecem, mas nos poucos que procurei não encontrei proposta razoável.

Daí que, pelas pesquisas com viajantes que realizei na internet, tinha uma outra opção muito interessante que é a World Nomads. Acabei fechando com esta última em razão da cobertura e valor, mas destaco que a empresa não é brasileira e que existe uma coparticipação de US$ 100 em caso de uso.

Por fim, informo que não precisei usar o seguro \o/, mas é importante lembrar que você não estará no seu país e corre risco de se deparar com cobertura médica cara!